Claudia Bassitt: empresária e militante social, seu lado família fala mais alto diante de Proust. (Foto: Eloísa Mattos/Divulgação)

Claudia Bassitt: empresária e militante social, seu lado família fala mais alto diante de Proust. (Foto: Eloísa Mattos/Divulgação)

Pensa numa mulher que não para… Pensou? Agora multiplica por três e você terá Claudia Bassitt, 50 anos, empresária, mãe, ativista social e influenciadora digital das mais engajadas.

Nessa esteira, Claudia não deixa passar nada. Dos alagamentos aos milhares de buracos que ‘decoram’ Rio Preto, a empresária denuncia tudo, faz vídeos, posta opiniões e movimenta o ‘mercado de peixes’ a que tem se comparado a política local e nacional.

Convidada a responder o questionário proustiano deste domingo (13), Claudia também deixou claro que seu lado família é o mais marcante de sua personalidade. “Família é tudo, né? E a minha, então, funciona como um leme, sempre me direcionando na vida”, pontua a taurina e mãe de quatro filhos. A seguir, Claudia diante de Proust. É dura a vida do trapezista questionador…

Qual é sua maior qualidade?

Honestidade, sinceridade e transparência moral.

E seu maior defeito?

Falar sem rodeios, ser muito direta. 

A coisa mais importante em um homem?

Seriedade, maturidade e dignidade. 

E em uma mulher?

Caráter e comportamento. 

O que você mais aprecia nos seus amigos?

Fidelidade, respeito e consideração na amizade. 

Claudia em família: test-drive para o Natal. (Fotos: Arquivo Pessoal)

Claudia em família: test-drive para o Natal. (Fotos: Arquivo Pessoal)

Sua atividade favorita é…

Ficar com família e amigos. 

Qual é sua ideia de felicidade?

Equilibrar trabalho, vida familiar, espiritual e social. 

E o que seria a maior das tragédias?

Uma guerra no Brasil. 

Quem você gostaria de ser, se não fosse você mesmo?

Cleópatra. 

E onde gostaria de viver?

Na Suíça. 

Qual sua cor favorita?

Azul e verde. 

Uma flor?

Magnólia. 

Um pássaro?

Tucano. 

Seus autores preferidos?

Em novela, Silvio de Abreu; para ler, Arthur Conan Doyle e Agatha Christie. 

Com os filhos: "Leme da minha vida"...

Com os filhos: “Leme da minha vida”…

E os poetas de que mais gosta?

Carlos Drummond de Andrade e William Shakespeare. 

Quem são seus heróis de ficção?

Batman e Zorro. 

E as heroínas?

Mulher Maravilha. 

Seu compositor favorito é…

Johann Sebastian Bach, Ludwig van Beethoven e Antonio Vivaldi. 

E os atores que você mais curte?

Eddie Murphy, Jerry Lewis, Renato Aragão, Tom Cavalcanti, Tiririca, Stan Laurel e Oliver Hardy (Gordo e Magro), Freddy Astaire, Gene Kelly, Julie Andrews, Lauren Bacall, Ingrid Bergman…. 

Quem são suas heroínas na vida real?

Minha mãe Yolanda Bassitt e minhas irmãs. 

E quem são seus heróis?

Meu pai Allim Bassitt, meu irmão Allim Bassitt, e meu primo Silvio João Bassitt. 

Qual é sua palavra favorita?

Amor. 

O que você mais detesta?

Mentira e falsidade. 

Com a mãe, Yolanda Bassitt, e a irmã Cristina.

Com a mãe, Yolanda Bassitt, e a irmã Cristina.

Quais são os personagens históricos que você mais despreza?

Adolf Hitler, Judas Iscariotes e Caim. 

Quais os dons da Natureza que você gostaria de possuir?

Queria o poder da chuva após a seca, ela faz brotar o que achamos que estava morto. 

Como você gostaria de morrer?

Dormindo e com saúde perfeita. 

Como você está se sentindo nesse momento?

Com minha família constituída e dando conta das minhas responsabilidades. 

Que defeito é mais fácil perdoar?

Compulsão. 

Qual é o lema da sua vida?

Faça ao próximo o que você quer que façam a você.