Caio Fernando Abreu: escritor gaúcho é um dos destaques da Mostra Interiores. (Foto: Divulgação)

Caio Fernando Abreu: obra do escritor gaúcho é um dos destaques da Mostra Interiores. (Foto: Divulgação)

Sabe o nome daquele escritor que você a-do-ra colocar entre parênteses pra ilustrar qualquer frase de autoajuda publicada nas redes sociais? Acertou quem respondeu Caio Fernando Abreu (e leva dois beijos de bônus quem também acha que o escritor deve dançar zumba no túmulo a cada frase sem noção associada a seu nome).

O parágrafo de indignação acima é só para dizer que Caio, morto em 1996, é o principal nome da abertura da INTERIORES – Mostra de Cinema da Diversidade Sexual, que rola nesta quarta (23), quando será exibido o documentário “Para Sempre Teu Caio F.” (2014), do diretor Candé Salles, presença confirmada no lançamento.

O documentário traz diários e anotações pessoais do escritor gaúcho, além de depoimentos de familiares, admiradores e amigos pessoais de Caio como Adriana Calcanhoto, Camila Pitanga, João Gilberto Noll, Maria Adelaide Amaral, Eduardo Moscovis e Regina Duarte.

In loco

Alexandre Estevanato: diretor participa com a produção rio-pretense "

Alexandre Estevanato: diretor participa com a produção rio-pretense “Lâmpadas Flourescentes…” (Foto: Divulgação)

Fábio Takahashi, coordenador-geral da mostra, explica ao blog que a presença de diretores nas sessões é um dos destaques desta edição. “Também teremos a realização de um módulo com curtas produzidos na primeira década dos anos 2000”, emendou.

E uma das atrações deste módulo, aliás, é o curta rio-pretense “Lâmpadas Fluorescentes Sob os Olhos das Cobras-Cegas”, do diretor Alexandre Estevanato. O filme, divulgado com exclusividade pela Coluna nesse post, tenta desvendar as questões por trás do preconceito de uma mãe que começa a viver um conflito moral ao perceber que seu melhor amigo gay pode ser uma influência na vida de seu filho ainda criança. Fortchy!

Mais nomes

A INTERIORES 2015 tem curadoria do diretor paulistano Lufe Sttefen, também confirmado no evento com o curta “Rasgue Minha Roupa” (2002). Outro diretor que elenca esta edição da mostra é Joel Pizzini, responsável pelo longa-metragem “Olho Nu” (2012), material que apresenta um pouco da vida de Ney Matogrosso a partir de vasto material de arquivo.

Com todas as entradas gratuitas (os ingressos devem ser retirados com 1 hora de antecedência), a mostra segue até dia 26 no Sesc Rio Preto. A seguir, a programação completa do evento, uma realização do GADA (Grupo de Apoio ao Doente com Aids) com apoio da Secretaria Estadual da Saúde, do Sesc e do Canal Brasil.  

Cena com base em arquivo pessoal

Cena de “Olho Nu”: longa-metragem conta um pouco sobre a vida do cantor Ney Matogrosso. (Foto: Divulgação)

Cole e compartilhe:

Para Sempre Teu Caio F. | 2014 | Candé Salles

Caio Fernando Abreu foi um dos nomes mais importantes da literatura brasileira, deixando uma vasta obra literária. O documentário traz diários e anotações pessoais do escritor gaúcho, e ainda depoimentos de familiares, admiradores e amigos como Adriana Calcanhoto, Camila Pitanga, João Gilberto Noll, Maria Adelaide Amaral, Eduardo Moscovis e Regina Duarte. Roteiro de Paula Dip. Dia 23, quarta, às 20h, no Teatro. Grátis.

_______________________________________________________________________________________

De Gravata e Unha Vermelha | 2014 | Miriam Chnaiderman

Documentário sobre a livre escolha da construção de gênero, no qual transexuais, transgêneros, adeptos do crossdressing e entusiastas debatem sobre a suas identificações com o gênero oposto ao seu sexo biológico. Com depoimentos de Dudu Bertolini, Rogéria, Laerte e Ney Matogrosso. Dia 24, quinta, às 20h, no Teatro.

_______________________________________________________________________________________

Olho Nu | 2012 | Joel Pizzini
A vida de Ney Matogrosso é apresentada a partir de um vasto material de arquivo, que inclui shows, videoclipes, entrevistas, aparições em programas de televisão e ainda gravações caseiras; de sua infância, passando pela fase em que integrou o grupo Secos & Molhados, até alcançar a popularidade em carreira solo. Dia 25, sexta, 20h, no Teatro.

_______________________________________________________________________________________

Sessão de curtas

Dia 26, sábado, às 15h, no Teatro.

– Algum Lugar no Recreio | 2014 | Caroline Fioratti
– O Clube | 2014 | Allan Ribeiro
– Antes de Palavras | 2013 | Diego Carvalho Sá
– Casa Forte | 2013 | Rodrigo Almeida
– Quito | 2014 | Rui Calvo
– Um Estranho Ninho | 2013 | Matheus Heinz
– Lâmpadas Fluorescentes Sob os Olhos das Cobras-Cegas | 2015 | Alexandre Estevanato | Estreia nacional

_______________________________________________________________________________________

Bate-papo com diretores e representantes do movimento LGBT. Dia 26, sábado, às 17h45, no Teatro.

_______________________________________________________________________________________

Vale a Pena Ver de Novo – Dia 26, sábado, às 18h30, no Teatro.

– Sargento Garcia | 2000 | Tutti Gregianin
– Rasgue Minha Roupa | 2002 | Lufe Steffen
– Beijo de Sal | 2006 | Fellipe Gamarano Barbosa
– Café com Leite | 2007 | Daniel Ribeiro
– Tá | 2007 | Felipe Sholl
– Singularidades | 2006 | Luciano Coelho

______________________________________________________________________________________

Serviço:

INTERIORES – Mostra de Cinema da Diversidade Sexual
5ª Edição – 23 a 24 de setembro
Sesc Rio Preto
Grátis.