Instalação da icônica estátua na unidade da Havan de Bauru: cadê a nossa? (Foto: Divulgação)

Instalação da icônica estátua na unidade da Havan de Bauru: cadê a nossa? (Foto: Divulgação)

O povo quer saber: por que a unidade rio-pretense da Havan é a única sem a icônica Estátua da Liberdade, marca registrada das lojas em todo o País? Sim, o povo está hashtag chateado. Tanto que, vira e mexe, alguém para em frente à loja de São Carlos, na Rodovia Washington Luís, para fazer uma selfie com a estátua ao fundo. Pode pesquisar.

Atendendo ao clamor popular, aproveitei as brechas entre um evento e outro do fim de semana para ir atrás da verdade e checar quais seriam os reais motivos que atravancam a instalação do ‘monumento’ em Rio Preto. Encontrei sete deles, devidamente elencados abaixo. Gira e aceita. É dura a vida do trapezista desconfiado.

1 – De acordo com o modus operandi da balada rio-pretense, onde todos têm nome na lista e são VIPs, a Estátua da Liberdade nunca caberia num camarote open-bar. Logo, não seria aceita como VIP.

Só porque sou plus size? Isso é bullying... (Arte: Lucas Albano)

Só porque sou plus size? Isso é bullying… (Arte: Lucas Albano)

2 – Ambientalistas e sociólogos ligados ao Movimento Homogêneo das Capivaras não aceitariam outro símbolo para a cidade, senão o do roedor que habita os Grandes Lagos.

Não seria melhor uma capivara?

Não seria melhor uma capivara?

3 – O calor rio-pretense não seria compatível com um monumento cuja matriz está instalada em Nova York, onde a neve chega a 80 centímetros durante o inverno.

Oh, mey God, onde eu veio parar? Plis, me tirrem daqui...

Oh, mey God, onde eu veio parar? Plis, me tirrem daqui…

4 – Os vereadores da cidade se digladiariam a fim de saber quem seria o primeiro a criar projeto de lei para diplomar a Estátua como Cidadã Honorária Rio-Pretense.

Insira aqui o nome de seu vereador de estimação________________________________________

Insira aqui o nome de seu vereador de estimação_________________________________

5 – Os populares, esses mesmos que rogam pela instalação do ícone, transformariam a Avenida José Munia em ambiente de romaria. Tem gente que acha que a estátua é santa…

6 - TOPICO-6

Viva a Santa do Carnê!

6 – Os pichadores noturnos não perdoariam o símbolo do imperialismo americano e escreveriam na estátua: “Você não nos representa! Impeachment já!”

7 - TOPICO-7

Não ao imperialismo yankee!

7 – Algumas blogueiras de moda ficariam descontentes ao saber que a estátua teria mais seguidores que elas no Instagram e voltariam a comprar fãs e likes na rede social.

Mais um seguidor e eu chego a 1M!

Desejo a todas zinimigas vida longa!