Manifestação na Avenida Andaló reuniu cerca de seis mil pessoas; Lula foi o alvo preferido dos manifestantes em todo o País. (Foto: Divulgação/MCB)

Manifestação na Avenida Andaló, em Rio Preto, reuniu cerca de seis mil pessoas; Lula foi o alvo preferido dos manifestantes em todo o País. (Foto: Divulgação/MCB)

Tem fins de semana que são verdadeiras sagas! E haja coração, fígado e estômago para tanta experiência. Um bom calcanhar também ajuda. Sobretudo quando você e seus amigos participam da “pega do ganso”, uma nova modalidade de passatempo inaugurada ontem,  no Antiquário Clever Casado, em Bálsamo, uma das “sete maravilhas” dos Alpes Canavieiros. Gira.

Antes de participar dessa ‘novidade’ galopante, organizada por um grupo de comunicadores de Rio Preto e Mirassol como forma de acelerar a digestão, a Coluna foi para Avenida Andaló chacoalhar a bandeira da indignação e apoiar a terceira manifestação pacífica organizada pelo Movimento Brasil Cidadania (MCB).

Cerca de outras seis mil pessoas fizeram o mesmo, turbinando o “basta coletivo” que pede justiça e xilindró aos políticos desaforados e corruptos envolvidos nos recentes escândalos nacionais. Nessa toada, o ex-presidente Lula até ganhou boneco gigante com roupa de presidiário, na passeata-irmã que rolou em Brasília (DF).

Luleco: 12 metros de indignação. (Foto: Reprodução)

Luleco: 12 metros de indignação. (Foto: Reprodução)

Denominado Luleco (mistura de Lula com Pixuleco, em alusão à operação da Polícia Federal), o boneco de 12 metros de altura custou R$ 12 mil aos seus idealizadores e deixou claro que o povo também quer a ‘pele’ do petista, além da de Dilma Rousseff. Gira.

De volta à “pega do ganso” no Antiquário de Clever Casado, a Coluna não conseguiu fazer nenhum registro factual do evento porque o ganso em si era muito veloz e os participantes um tanto quanto pesados demais para a disputa (culpa do almoço ‘light’ degustado por alguns membros da comitiva de comunicadores). De qualquer forma, todos os envolvidos fizeram ‘book verde’, aproveitando o cenário bucólico feat. rural que enfeita o local. Gira.

Pega do Ganso no Antiquário: encontre a ave nesta foto e ganhe dois ovos fritos em seu próximo pedido. (Foto: Beck)

“Pega do Ganso” no Antiquário: encontre a ave nesta foto e ganhe dois ovos fritos em seu próximo pedido. (Foto: Beck)

Corta para a noite de sábado (15), quando a Paróquia da Redentora recebeu pencas de famílias e muitos jovens solidários para sua primeira quermesse, realizada bem em frente à igreja, com todos os ingredientes típicos e necessários para o sucesso de um evento dessa natureza.

O sucesso obtido com a primeira edição, aliás, confirma o que já era provável desde o início: a quermesse fará parte do catálogo de eventos desenvolvidos pela Paróquia anualmente. Significa? Quem perdeu a estreia tem um ano pela frente para se organizar e participar em 2016. Faça chuva ou faça escova. Gira.

Voluntários que botaram a mão na massa, ops, no frango, fermentando o sucesso da primeira quermesse da Paróquia da Redentora, que rolou no sábado. (Foto: Divulgação)

Voluntários que botaram a mão na massa, ops, no frango, fermentando o sucesso da primeira quermesse da Paróquia da Redentora, que rolou no sábado. (Foto: Divulgação)

E, na sexta (14), bem antes de toda essa maratona de aventuras, gostosuras e travessuras, rolou a ‘festchinha’ de bday deste que vos escreve diariamente (sim, eu mesmo!). O badalo todo se desenrolou no Nhô Botequim e se prolongou para a pista do Club Santa, onde teve coreô, brindes e disputas frenéticas por um lugar no sofá branco (piada interna). É dura a vida do trapezista mais novo…

Uma fração da turma que foi ao bday: gente linda, feliz e com os olhos fumegantes de tanto brilho. Repare. (Foto: Garçom amigo do Nhô)

Uma fração da turma que foi ao bday: gente linda, feliz e com os olhos fumegantes de tanto brilho. Repare. (Foto: Garçom amigo do Nhô)