Lula Santo dos Últimos Dias: vem aí uma nova congregação. (Foto: Reprodução)

Quando o fim de semana é escasso de bons eventos, o jeito é dar um rolê mais intenso pelas redes sociais, onde sempre é possível se divertir sem precisar encher a cara ou pagar para entrar. Quem nunca, né?

Neste finde, por exemplo, um dos ‘acontecimentos’ foi a viralização de uma frase postada pelo ex-presidente Lula no Twitter (pausa para um shot de cachaça). 

Imbuído de alguma suposta missão divina que só o petista acredita possuir, ele escreveu: “Estão lutando com um ser humano diferente. Eu não sou eu. Sou a encarnação de um pedaço de células de cada um de vocês”.

Print do tweet postado pelo petista.

Sim, caro leitor, prezada leitora, Lula crê firmemente ser a encarnação de todos os brasileiros. Não satisfeito com a tarefa messiânica a que se destina, o petista deu um plus: “Prendam minha carne, mas minhas ideias continuarão livres”.

Muito que bem, tweet postado é tweet memeficado. Aceita ou surta.

Nesse ritmo de #zueraneverends, muita gente desconfiou, inclusive, de que Dilma – igualmente famosa na rede social pelas ‘pérolas’ publicadas -, pudesse estar usando o perfil do camarada para zoar com sua cara. Mas, não! Tudo indica que foi Lula mesmo quem postou a declaração (ou algum assessor bem fanfarrão).

As comparações evangélicas feitas pelo petista, entretanto, não são novidades pós-julgamento da Lava Jato. Em 2010, por exemplo, Lula chegou a dizer durante uma entrevista que seu ‘flagelo’ como homem público só perdia para o de Jesus Cristo ao ser crucificado. Vão vendo…

É sério, isso?

“Se eu pudesse dar uma imagem das punhaladas que levei e pudesse tirar a camisa, meu corpo apareceria mais destroçado do que o de Jesus Cristo”, sublinhou na época. Pausa para outro shot de cachaça.

Agora vai, que hoje é segunda e a gente ainda não tem tutano suficiente para lidar com tanta bobagem. Beckiss to you.