Recinto de Exposições lotado para a sexta edição do Planeta Rock 2017. (Fotos: Divulgação)

Recinto de Exposições lotado para a sexta edição do Planeta Rock 2017. (Fotos: Divulgação)

Sim, migues, o fim de semana foi de muito rock na veia do bebê. Foram duas noites intensas de muito show na órbita da 6ª edição do Planeta Rock, maior festival do gênero dos Alpes Canavieiros, que rolou no Recinto de Exposições de Rio Preto.

No catálogo de atrações, Paralamas do Sucesso e Urbana Legion abriram os trabalhos na sexta (11). E claro que a primeira banda foi a mais esperada pelos fãs.

Herbert Vianna abre os trabalhos na noite de sexta (11).

Herbert Vianna abre os trabalhos na noite de sexta (11).

A bordo de hits que marcaram toda uma geração, os Paralamas mostraram que continuam com gás, embora, nos bastidores, Herbert Vianna tenha evidenciado uma latente irritação com a demora para subir ao palco. Quem nunca, né?

Já a jovem Urbana Legion, banda-tributo criada em 2014 em homenagem à Legião Urbana, fez a lição de casa: relembrou os principais sucessos iconizados na voz de Renato Russo. Formada por Egypcio, Marcão, Lena e PG, diria que os integrantes da Legion são os novos protagonistas do velho ‘faroeste caboclo’ musical. Vida longa ao grupo. Gira e aceita.

Vocalista da Urbana Legion relembra hits de Renato Russo no palco.

Vocalista da Urbana Legion relembra hits de Renato Russo no palco.

No sábado (12), foi a vez de um punhado de ótimas bandas e artistas se apresentarem no Planeta Rock, turbinando a noite como a melhor do festival. E tudo começou com CPM22, uma das mais aguardadas pelos fãs.

CPM22 lota o Recinto no sábado.

CPM22 lota o Recinto no sábado.

Na sequência, Dado Villa Lobos soltou a voz, seguido por Humberto Gessinger, que deu um show à parte. O Rappa e Skank completaram o catálogo de atrações do evento, que primou pela versatilidade de músicos no palco.

Humberto Gessinger: ex-'Engenheiro do Havaí 'hoje faz carreira solo.

Humberto Gessinger: ex-‘Engenheiro do Havaí ‘hoje faz carreira solo.

O Planeta Rock também contou com DJs que se revezavam no camarote principal do festival e concurso de bandas, vencido pela rio-pretense Chá de Lua. Ou seja, prata da casa. Gira e aceita. A seguir, mais fotos do festival, que vai deixar saudades…

Dado Villa-Lobos.

Dado Villa-Lobos.

O Rappa.

O Rappa.

Skank: banda mineira encerrou os trabalhos na madrugada de sábado para domingo.

Skank: banda mineira encerrou os trabalhos na madrugada de sábado para domingo.

Chá de Lua: primeiro lugar no concurso de bandas.

Chá de Lua: primeiro lugar no concurso de bandas.

E entre um show e outro, delícias da Açúcar Guarani pra gente turbinar as boas intenções...

E entre um show e outro, delícias da Açúcar Guarani pra gente turbinar as boas intenções…