Temer sentado: presidente causa constrangimento durante homenagem ao juiz Sergio Moro. (Foto: Jales Valquer/FotoArena/Estadão Conteúdo)

Daí que o presidente Michel Temer e outros políticos de quilate duvidoso se recusaram a levantar para aplaudir o juiz Sergio Moro, nesta terça (5), durante evento realizado em São Paulo pela revista “Istoé”.

A cena, uma das mais constrangedoras de 2017, aconteceu no momento em que Moro foi receber o prêmio de “Brasileiro do Ano”. Na ocasião, Temer e alguns membros de seu governo permaneceram sentados, deixando claro que o magistrado é a faca mais afiada no pescoço de quem deve.

Indiferente ao constrangimento que marcou a cerimônia, Moro recebeu o prêmio e evitou contato com os políticos. Em 2016, na mesma solenidade, o juiz foi fotografado amistosamente ao lado do senador Aécio Neves, que viria, mais tarde, elencar também o catálogo de personagens da Lava Jato.

Em seu discurso de agradecimento, Sergio Moro foi na jugular dos que permaneceram sentados. Além de apontar condutas a serem adotadas para pôr fim à “corrupção sistêmica” no Brasil, o magistrado também defendeu, novamente, que condenados na segunda instância devam ser presos.

“Eu diria que mais que uma questão de justiça, é questão de política de Estado. Eu queria dizer para o presidente Temer utilizar o seu poder para influenciar que esse precedente jurídico não seja alterado”, discursou diante de um Temer visivelmente perturbado, porém sentado.

Moro defendeu ainda o fim do foro privilegiado, aumentando visivelmente o índice de constrangimento entre os políticos presentes. Proposta que ficou, naturalmente, sem aplausos por parte do bonde de Brasília.

Além de Temer, participaram do evento o ministro Moreira Franco (PMDB), ambos denunciados por corrupção passiva pela PGR; o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), e o candidato ao governo de São Paulo em 2012 Paulo Skaf (PMDB), ambos citados na delação da Odebrecht.

Parafraseando Berenice Du Lar, a noite foi ba-ba-dei-ra! Pena que a gente não recebeu convite para participar…