Marco Ricca como Chatô: dizem que o ator está impagável. (Foto: Divulgação)

Marco Ricca como Chatô: dizem que o ator está impagável. (Foto: Divulgação)

A ranzinzice do título deste post tem a ver com a tônica do filme em cartaz: “Chatô, o Rei do Brasil” conta a trajetória do magnata das comunicações Assis Chateaubriand, vivido no cinema pelo ator Marco Ricca.

E por se tratar de um longa que narra a saga do fundador dos Diários Associados, ou seja, jornalismo puro e na veia, é óbvio que todo jornalista que se preza estava esperando para vê-lo.

Numa sinopse rápida e sem spoiler, “Chatô” rebobina a vida de Chateaubriand partir de um AVC, que o faz delirar com um julgamento, onde antigos amores e desafetos se unem para o acerto de contas.  Sim, é babado, barulho e confusão.

Onde ver? No Cinépolis do Iguatemi, por exemplo, duas sessões do longa já estão catalogadas para às 16h30 e 21h desta quinta (10). Basta calibrar as galochas e o caiaque e atravessar as avenidas. Abaixo, trailer do filme que levou 20 anos para ficar pronto. É dura a vida do trapezista diretor de cinema…